Home » Deusas » Deusa Kali – História da Deusa da destruição e do renascimento

Deusa Kali – História da Deusa da destruição e do renascimento

Foto Perfil DanFF 2021 (150x150)

Olá, tudo bem? Você já faz parte do grupo no Telegram? Entre agora e receba notificações em primeira mão!

Last Updated on / Atualizado em
by DanFF

A Deusa Kali talvez seja uma das divindades mais misteriosas do Hinduísmo e de todos os Deuses Hindus.

Conheça neste post como surgiu Kali, sua história, seus símbolos e seu arquétipo!

Você pode também assistir ao vídeo sobre Kali no nosso canal do Youtube e/ou continuar lendo a postagem:

Quem é a Deusa Kali?

Kali é muitas vezes descrita e conhecida como “A Mãe Devoradora”.

Mas por que isso?

Porque Kali é uma Deusa Hindu que exibe traços de morte e vingança, mas também de amor e de delicadeza.

Por esta razão ela é considerada uma Deusa da destruição e também do renascimento.

Parece contraditório?

Mas não é.

Veja só: no universo, tudo precisa ser destruído para que algo novo passa ser criado.

A aparência de Kali

Kali é representada através de uma mulher com pele negra ou azulada.

Além disso ela está sempre com a língua para fora.

Esta Deusa possui cabelos negros e o rosto pode estar manchado de sangue.

Geralmente possui quatro ou outro braços que seguram diferentes armas dos Deuses, assim como sua “criadora” a Deusa Durga.

Outra característica marcante da aparência de Kali é que ela possui um colar formado por crânios humanos sobre seu pescoço.

Como surgiu a Deusa Kali?

O surgimento da Deusa Kali tem algumas variações.

Mas a origem mais comum conta que ela surgiu da testa da Deusa Durga.

Foi assim:

Durga, a Deusa Guerreira e mais forte que todos os Deuses juntos, travou uma batalha contra o Asura (demônio) Raktabīja (rakta significa sangue, bīja significa semente).

Só que ela não conseguiu derrotá-lo.

Sabe por quê?

Porque sempre que Durga o atingia e ele sangrava, de cada gota de sangue um novo “Raktabīja” nascia.

Assim, o Asura se multiplicou de forma rápida e Durga ficou cercada.

Foi quando Durga faz manifestar uma nova energia.

De sua testa emergiu esta energia e tomou forma.

Foi assim que surgiu a Deusa Kali!

Kali portanto é uma manifestação de Durga.

Ela possui toda a força de Durga, só que não possui os “limites” de Durga.

Ou seja, Kali não é a melhor para decidir quando parar de destruir.

Kali e Durga lutaram juntas contra Raktabīja.

Sempre que Durga o atacava e ele sangrava, Kali bebia o sangue, impedindo que o Asura se multiplicasse.

Em um dado momento, Kali tomou a frente da batalha e destruiu de uma vez por todas Raktabīja.

Ela bebeu tanto sangue, ficou tão eufórica com tudo que começou a dançar para celebrar a vitória.

Kali - Pintura de Abhishek Singh
“Kali Goddess of Time” pintura de Kali feita por Abhishek Singh. Para comprar acesse o site do artista. Siga o artista nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook 
Kindle-Unlimited-30-dias-grátis

Kali – A Deusa da Destruição

A dança de Kali para celebrar sua vitória foi um pouco além de uma simples dança.

Ela dançava com tanta vontade e euforia que ela fez tremer o mundo inteiro – mas ela nem percebeu.

Kali dançou mais e começou a por em risco o mundo todo, pois o peso de sua dança poderia destruir tudo!

Foi quando Shiva, o Deus da Destruição, se jogou sob os pés de Kali.

Ela dançou sobre Shiva até recuperar a sua consciência.

Somente aí ela percebeu que estava descontrolada e precisava parar.

Enfim, essa é a força de Kali.

Quando falamos que Kali é a Deusa da Destruição também consideramos os fins dos ciclos.

É Kali que determina quando um ciclo deve chegar ao fim para que outro possa começar.

E esses “fins de ciclos” nem sempre são tranquilos.

Kalirudra, Devourer of Evil - Pintura de Abhishek Singh
“Kalirudra, Devourer of Evil” pintura de Kali feita por Abhishek Singh. Para comprar acesse o site do artista. Siga o artista nas redes sociais: Instagram | Twitter | Facebook  

Kali – A Deusa do renascimento

Além de ser considerada uma Deusa da destruição, Kali também é vista fortemente como uma Deusa do renascimento.

De alguma forma é ela quem começa o movimento da roda do tempo universal.

Tudo precisa ser destruído para poder recomeçar.

Neste aspecto ela é vista com menos “euforia” e um pouco mais acolhedora.

De qualquer forma, ela continua sendo Kali, a Deusa extremamente poderosa e sem limites.

É dito que, da mesma forma quando todas as cores se juntam e se tornam o preto, quando tudo no universo se junta, se torna Kali: o começo e o fim.

O mantra de Kali

Como Kali é uma Deusa Hindu, ela também possui mantras dedicados a ela.

Contudo, o principal mantra desta divindade é o:

Om Kreem Kalika-yei Namaha – Jay Kali ma.

Que significa: “Om e Saudações. Eu atraio aquela que é negra e poderosa”.

Você pode entoar esse mantra para atrair a energia de Kali.

Esta energia irá auxiliar na limpeza energética, não só sua, mas como do ambiente.

Ouça aqui o mantra de Kali:

Deusa Kali - Deusa da Destruicao e do renascimento (Pinterest)
Imagem anterior da Deusa Kali usada como destaque aqui
Deusa Kali - Deusa Hindu da Destruição e do Renascimento
Compartilhe Kali no Pinterest!

6 thoughts on “Deusa Kali – História da Deusa da destruição e do renascimento”

  1. Oh deusa kali
    Amiga, irmã e companheira
    Invoco, humilde, tua presença,
    em energia, aqui e agora

    Senhora, senhorita da destruição e dos renascimentos
    Protetora dos selos sagrados do chaos
    Consciente dos mistérios incompreensíveis
    Fica perto de mim…

    Sou pequeno diante de tua presença
    Confuso por tantos dias e noites
    Indignado por tantas injustiças e maldades
    Por eras e eras na humanidade?
    Qual a chave, a pedra ou compasso,
    Que equilibra, nivela e dissolve todas as iniquidades?

    Kali…
    Entra em meu coração,
    de mansinho…
    Sinta as curvas
    de maria
    respira-me…

    observa as incompreensões,
    em minha mente,
    e com tua luz,
    liberta-me dos preconceitos.
    observa meus sentimentos,
    tão cansados,
    e com tua paz,
    apazigua, aquieta meus desejos.
    Pois estou aprisionado em grilhões de conceitos,
    Perdido na escuridão da desonestidade humana,
    Que nos faz vítima imperdoável de nossas próprias razões.

    kali…
    Se tenho recuperação nesta vida
    para libertação das era cíclicas do carma…
    Ajuda-me com uma luz e força jamais sentida,
    e assim poder escolher meu próprio destino.

    Reply

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.