Tara – A Deusa da Cura Tibetana e Buda Feminina

Neste post você vai conhecer a história de Tara, a Deusa da Cura Tibetana considerada a Buda Feminina. Conheça também seus símbolos, o significado de seu Mantra e muito mais!

Você pode também assistir ao vídeo abaixo se preferir:

Foto Perfil DanFF 2021 (150x150)

Olá, tudo bem? Você já faz conhece meu canal no YouTube?
Todo o conteúdo é gratuito!
Entre, se inscreva e deixe um comentário por lá! Respondo a todos!

História de Tara

Tara tem diferentes origens. Ela é encontrada no Hinduismo, como uma forma da Deusa Parvati e da Deusa Kali. Nesta forma ela mostra um lado tranquilo, mas que carrega uma espada e também é capaz de derrotar demônios.

A Tara na forma de Deusa da cura e da compaixão, a versão feminina do Buda, tem também diferentes histórias.

Tara surge de Avalokiteshvara

Na primeira delas, Avalokiteshvara, uma divindade da compaixão que possui aspectos masculinos e femininos, observava o sofrimento dos seres vivos em diferentes mundos.

Por mais que ele tentasse ajudar, sempre ouvia pessoas chorando e pedindo ajuda. Uma lágrima rola de seu rosto e cai em um lago. Quando esta lágrima toca o lago, uma flor de Lótus surge. Desta flor de Lótus surge Tara.

Essa versão, bem como a relação do Avalokiteshvara, faz com que Tara tenha bastante semelhança com Kuan Yin. De fato, as duas demonstram muito em comum, incluindo simbologia e poderes. Mas suas histórias e seus mantras são diferentes. Enquanto Tara é extremamente popular no Tibet, Kuan Yin é na China.

Avalokteshvara - Divindade da Compaixão
Avalokiteshvara – Divindade da Compaixão

Yeshe Dawa se torna Tara

Outra história de Tara, de acordo com a mitologia tibetana, começa com a princesa Yeshe Dawa (Lua da Sabedoria Primordial) há milhões e milhões de anos em um mundo diferente do nosso.

Yeshe Dawa fazia diversas oferendas à Buda e em um determinado momento, os monges a avisaram que ela deveria rezar para nascer homem em outra vida, assim poderia progredir e atingir a iluminação.

Yeshe Dawa diz que gênero não é algo que impeça alguém de atingir a iluminação. Ela então afirma que sempre renascerá mulher e começa a meditar para atingir a iluminação.

Durante 10 milhões de anos, Yeshe Dawa medita e ajuda a livrar dezenas de milhares de seres do sofrimento.

Ao final desse ciclo de meditações, Yeshe Dawa renasce como Tara, a Deusa da Cura, a forma feminina de Buda. E ela atravessa o mundo em que viveu e passa a viver em todos os mundos ao mesmo tempo.

Nossa estátua de Tara Branca
Nossa estátua de Tara Branca

Símbolos da Deusa Tara e Cores

Tara tem 21 diferentes manifestações e a algumas dessas manifestações são atribuídas cores. As mais populares e conhecidas são Tara Verde e Tara branca.

A Tara Verde está relacionada a habilidade e atingir a iluminação e de ajudar a todos que precisam a passar por momentos difíceis e/ou atingir seus objetivos. De certa forma, ela se assemelha a Ganesha, com o poder de remover obstáculos.

Tara Verde - Deusa que remove obstáculos
Tara Verde – Deusa que remove obstáculos

A Tara Branca está relacionada à cura. É dito que Tara pode curar toda e qualquer doença. Além disso , a Tara Branca possui enorme compaixão por todos e busca sempre livrar todos os seres vivos do sofrimento. Este aspecto já é mais semelhante à Kuan Yin.

Tara Branca - Deusa da Cura
Tara Branca – Deusa da Cura

Seja qual for a manifestação ou cor de Tara, ela sempre é representada sobre uma flor de Lótus, simbolizando leveza, pureza e a habilidade de perseverar. A Flor de Lótus, portanto, é o principal símbolo de Tara, lembrando também que Tara nasceu de uma Flor de Lótus criada pela lágrima de Avalokiteshvara.

Trismegistia Brasil

Siga Trismegistia no Spotify

Equilíbrio e cura

O equilíbrio e o poder de cura de Tara são suas características mais marcantes. A habilidade de meditar e entrar em contato com seu eu interior requer muita disciplina e tranquilidade. Pode não ser uma tarefa fácil para quem está começando, mas Tara se faz presente para oferecer ajuda.

Estudos comprovam que meditar alguns minutos por dia é capaz de aumentar a produtividade no trabalho, ampliar a concentração e até curar doenças e aumentar a expectativa de vida! Basta pensarmos um pouco para associarmos que, ao incorporarmos a meditação ao nosso dia-a-dia, poderemos atrair todos os atributos de Tara para nossa vida.

Portanto, se você estiver se sentindo mal ou com alguma doença, medite com a Tara Branca em busca de cura. Se estiver sentindo algum tipo de bloqueio em seu caminho, medite com a Tara Verde.

Estátua de Tara num jardim
Estátua de Tara num jardim (Flickr)

Tara pode ser invocada através de seu mantra:

Om Tare Tuttare Ture Soha

“Eu me curvo à Libertadora, Mãe dos Vitoriosos”

Tarot da Deusa

Deusa Tara The Goddess Tarot

Tara é uma das deusas presentes do baralho do Tarot da Deusa. A carta número 0, Tara, representa os Começos:

Os tibetanos acreditam que a Deusa Tara tem o poder de curar todas as tristezas e realizar todos os desejos. Tara é venerada como a protetora contra os muitos medos que bloqueiam homens e mulheres de viverem em paz e em harmonia.

The Goddess Tarot

FAQ geral

Quem é a Deusa Tara?

Tara é a Deusa da Cura Tibetana, considerada a versão feminina de Buda.

Por que Tara Verde ou Tara Branca?

Tara possui 21 manifestações diferentes. Tara Verde é relacionada á evolução espirutal e desobstrução de caminhos, enqaunto Tara Branca é relacionada à cura e compaixão.

Tara é igual a Kuan Yin?

Não. As duas Deusas tem origens comuns em Avalokiteshvara, compartilham algumas semelhanças, mas são divindades diferentes.

DanFF

Sou Daniel, Pagão e Bruxo. Criei o Santuário Lunar para ajudar a espalhar a magia da Deusa e suas diversas manifestações. Também criei Trismegistia para oferecer música pagã ao estilo New Age.

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.